sábado, 14 de maio de 2016

BANQUETE FEDERAL






“O Brasil tem 2.039.499 servidores públicos federais. Quase metade tem nível superior. No Poder Executivo, 46,5% têm diploma de graduação, 2,6% fizeram alguma especialização, 4,9% têm mestrado e 8,4% concluíram o doutorado”.

 “De acordo com o último boletim estatístico de pessoal do Ministério do Planejamento, de junho deste ano, 28,7% têm segundo grau, 4,7% têm apenas primeiro grau e 3,3% não terminaram nem o primeiro grau”.


“Enquanto o governo federal fala em reforma administrativa, com o corte de mil cargos de confiança para diminuir gastos, os números mostram outra realidade. Em julho deste ano, a quantidade de cargos, funções de confiança e gratificações chegou a 100.313 funcionários. Esses cargos representam cerca de 16% dos 618.466 mil servidores do Poder Executivo”.  


    Diante do quadro, cortar somente 4.000 cargos comissionados, os quais são sob as mais variadas modalidades de acesso e contratação, recentemente compareci a Agência do INSS, localizada na Avenida Ataliba Leonel, na zona norte da capital para obter algumas informações previdenciárias e, notamos que há várias baias sem funcionários para o atendimento da enorme quantidade de pessoas, com cartazes informando que essa ausência prende-se ao fato da falta de realização de concursos para suprir essas vacâncias, recentemente foram realizados certames, mas o número é aquém das necessidades e premissas básicas objetivando agilizar e uma prestação de serviços adequada aos cidadãos em busca de seus direitos previdenciários.
Toninho Carlos

Nenhum comentário:

Postar um comentário